quarta-feira, 25 de março de 2009

Bicho Papão ou Papai Noel? (2)

Estamos de volta para o segundo post sobre a realidade, dentro de nossa visão, do temeroso e assombroso bicho papão que assola a todos aqueles que um dia pensaram, ou estão pensando, em se mudar para o Canadá. Esta é a grande arma para os “Urubussecandus” que usam o poder da ignorância, inclusive nossa, em relação a este assunto para gerar, ou tentar gerar, medo e incerteza. Como somos pessoas que não nos deixamos influenciar por qualquer bobeira, ignoramos estas investidas e metemos a cara o gelo, no bom sentido, é claro!

Continuando nossa aventura, passamos pelo final do inverno com a “ameaça” de que quando passássemos pela estação inteira mudaríamos de opinião (vide post anterior para saber qual era). Veio a primavera e pudemos ver uma severa mudança no ambiente. Verificamos a incrível capacidade da natureza de ressurgir da geladeira numa hibernação perfeita, onde as folhas caídas do outono, cobertas por um lençol de gelo, servem como combustível para o renascimento de todas as espécies. Durante o inverno parece que isso não será possível, mas essa foi mais uma das diversas surpresas que tivemos a oportunidade de presenciar. Ao surgimento dos primeiros raios solares sobre a vegetação descoberta, começa a colorida corrida em direção ao estado de reprodução que embeleza o ambiente. Os aromas mais agradáveis nos fazem sentir como novos e com disposição para encarar qualquer sacrifício. Aliás, uma dica importante é guardar isso consigo, pois a “sacrificante” maratona de churrascos, passeios ao ar livre, gincanas, visitas aos diversos parques de diversões (Wonderland, Marineland, Safari, Zoo), passeios ciclísticos, mais churrascos, feriados, convites para passeios de lanchas, visitas a parques, lagos, churrasco e tantas outras atividades, incluindo churrascos, adentram o verão com uma energia contagiante.

Os canadenses despertam junto com a temporada primavera/verão. Parecem outras pessoas, todos festeiros, aproveitam cada segundinho de temperatura agradável como se fossem dádivas. Porém, seremos sinceros ao dizer que sentíamos um certo exagero com estas reações. Nós, brasileiros, sangue quente, já sabíamos os benefícios de viver neste tipo de ambiente de temperatura agradável e não víamos qualquer novidade naquilo tudo. Chegamos a pegar temperaturas de 39oC e na verdade as novidades foram ter sol até 9PM e trabalho até às 5PM (essa a maior delas!). No verão, então, quando há uma sexta feira com um feriado na segunda seguinte (situação que ocorre várias vezes) as empresa tratam de liberar todo mundo às 2PM para aproveitarem o longo final de semana com seus entes queridos. Isso é levado muito a sério aqui! Você consegue ver grupos de 20 a 30 pessoas correndo pelas ruas, andando de bicicletas nos parques, correndo com cachorros, motos rasgando os motores com seus pilotos cujos sorrisos conseguimos vizualizar mesmo através dos capacetes e, uma coisa que ainda não citei, grupos e grupos de churrascos em todas as línguas. Resumindo, tivemos mais um, de tantos outros, verões agradabilíssimos de nossas vidas.

Durante o outono, além das mais belas visões, veio também uma sensação estranha que era um mix de ansiedade e receio. Cada vez que a temperatura diminuia, ficávamos mais e mais ansiosos para saber se a neve apareceria. Esquisito, pois antes a neve era exatamente o que todos diziam ser o grande problema do país, o grande medo, o maior argumento negativo. Assim, o receio ainda permanecia em nossa imaginação. Queríamos experimentar a nova sensação, mas não tínhamos noção das consequências, como reagiríamos, como encararíamos ao lado negativo desta realidade. Nesta hora que nos sentíamos como se estivéssemos esperando papai noel, onde todos sabem a “realidade” enquanto nós aguardávamos eufóricos pelo grande dia de sua visita. A ansiedade era maior e estávamos realmente apreensivos para ver uma nevasca. Chegamos a ficar radiantes com poucos flurries de final de tarde. Saímos correndo para filmá-los e ficamos igual pintos no lixo ao ver quase imperceptíveis floquinhos caindo em nossas roupas.

Finalmente em dezembro chegou a tão aguardada nevasca. A Nanade havia acabado de chegar do Brasil com meus pais, também ansiosos para ver a neve, no dia 16 e as ruas não apresentavam qualquer sinal de gelo. Porém, o dia seguinte reservava, com direito a "Severe Weather Alert" e tudo, onde há a recomendação para que as pessoas não saiam de casa, o tão aguardado fenômeno da natureza. A foto atual do blog foi tirada neste dia. Acreditem, aquela quantidade de neve caiu num só dia.

Este post foi curto apenas para chegarmos no assunto principal. O inverno! Prometo que o próximo sairá ainda em março e descreverá como lidamos com esta estação, quais as dicas, as surpresas, as decepções, as descobertas, as aventuras e muito mais.

Lembrando que o inverno acabou oficialmente no dia 20 de março, ultima sexta feira, à 7h e alguns minutos da manhã (eu acho! Sou péssimo, e preguiçoso o suficiente, para ficar pesquisando estas informações). Agora é começar o ciclo novamente! Com qual espírito? Hummmm, essa vocês terão que aguardar o próximo post.

domingo, 15 de março de 2009

Atualização - 1 ano de Canadá

Recebemos diversos feedbacks sobre o nosso vídeo comemorativo e percebemos que conseguimos alcançar nossos objetivos que eram:
  • Demonstrar para a nossa família que a vida está estabilizada e que eles podem ficar tranquilos
  • Demonstrar para aqueles que estão para vir para o Canadá que a vida aqui não é fácil, principalmete no início, mas que o país oferece todas as ferrametas necessárias para o sucesso. Acima de tudo, devemos encarar essa fase com bom humor, pois, repito, não é fácil!
  • Compartilhar com as pessoas que já estão aqui esta história repetida. Ouvimos de várias pessoas que nosso vídeo as fizeram retornar aos seus períodos iniciais e as emoções vividas em suas despedidas, chegadas e conquistas. Isso muito gratificante.

Diante disso tudo resolvemos melhorar um pouco o vídeo e inserir a versão 1.1.

Obrigado a todos pelos feedbacks.

video

quinta-feira, 12 de março de 2009

1 ANO DE CANADÁ - 12 de março 2009

UAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAUUUUUUUUUUUUUUUUUUU.

Parece que chegamos ontem! 1 ano..... 1 ANO!!!

Quando chegamos aqui e víamos as pessas falando que estavam há um ano, parecia que era uma coisa muito distante, outra geração. Porém, este ano passou como um foguete, simplesmente não sentimos o tempo passar. Com certeza isso significa que este período foi excelente. Nós não falaremos muito, pois juntamos um pouco do que fizemos neste ano e colocamos num video. Confesso que nos emocionamos ao reviver os momentos alegres, como também as dificuldades iniciais.

Sempre que nos imaginamos velhinhos pensamos que queremos olhar pra trás e nos orgulhar do que fizemos. Acredito que podemos dizer que este ano entrará para a história.

Fiquem com os highlights de "Nanade e Lú no Canada". Espero que o aproveitem tanto quanto aproveitamos.
(Deixa eu dar os créditos antes que eu apanhe em casa. A trilha sonora foi responsabilidade da Nanade)


Vídeo foi retirado, pois uma atualização foi inserida acima.

Acredito que o próximo passo seja conseguir nosso passaporte canadense, mas ainda serão mais dois anos de luta. Vamos que vamos!!!!!!!!!!!!!!!!